Como melhorar o design do seu e-commerce para aumentar a taxa de conversão - Thiago Programador

Como melhorar o design do seu e-commerce para aumentar a taxa de conversão

Como melhorar o design do seu e-commerce para aumentar a taxa de conversão

Um bom design para e-commerce traz os melhores resultados que você pode esperar em:

  • Tráfego
  • Conversão
  • Vendas
  • Credibilidade

Em contrapartida, não ter um site com uma estrutura adequada pode gerar resultados inversos e nada animadores. A lógica para isso é muito simples, imagine a seguinte situação:

Você está distraído no trânsito e demora alguns segundos para perceber que a pessoa no carro ao lado é nada mais nada menos que o seu maior ídolo. O que você faz? Comenta que adora o trabalho dele, se apresenta ou pede um autógrafo? Tarde demais. O farol abre e só lhe resta observar o seu ídolo indo embora.

Essa é a realidade do comércio virtual. O primeiro contado do consumidor com a sua marca é resumido em poucos segundos. A grande questão é o que você deve fazer para que esse tempo seja o suficiente para converter o visitante em cliente.

Dicas completas de otimização de design para e-commerce

Uma loja virtual deve convencer o consumidor sobre o potencial dos seus produtos e o mais importante: converter visitantes em clientes.

Para conseguir isso de forma eficaz é fundamental investir em um bom design para e-commerce. Em um estudo na universidade Northumbria, a pesquisadora Elizabeth Sillence comprovou que 94% dos motivos pelos quais as pessoas não confiam em um site estão relacionados a problemas de design.

Mas, enquanto uns perdem tempo e dinheiro ao depositar toda a atenção apenas na questão visual e esquecem da parte usual, você pode dar um passo à frente com estratégias imprescindíveis para converter muito mais clientes e aumentar os lucros do seu negócio. Afinal, você não quer que a sua loja seja apenas mais um “rostinho bonito” em meio a concorrência, certo? Descubra a seguir como fazer pequenas mudanças que podem surtir efeitos muito positivos para o seu negócio:

1. Tenha um layout limpo

Ter um design cheio de efeitos, com uma navegação diferente e detalhes extravagantes ao invés de encantar o visitante pode distraí-lo ou deixá-lo confuso, por isso, a ideia aqui é transformar a interface em algo agradável e fluido. Isso também ajuda no carregamento da página, outro fator que merece atenção. Muitos consumidores desistem do site se ele demorar muito para carregar, o que prejudica a taxa de conversão.

Dê destaque apenas ao que mais importa, como o campo de buscas no topo da página, as categorias de produtos, fotografia (imagens grandes e ao mesmo tempo sutis vendem muito bem e têm o poder de dar um ar minimalista e elegante à sua loja virtual), um texto objetivo e um call to action (CTA).

Se bem feitos, esses artifícios podem ser suficientes para converter o consumidor na primeira visita. Essa dica também funciona muito bem para as landing pages de produtos.

2. Transmita a personalidade da marca

A sua loja virtual deve transmitir adequadamente a identidade da marca, assim como seus atributos e valores.

Para conseguir isso, pense no seu e-commerce como uma pessoa e identifique uma palavra que a descreva da forma como espera que os seus clientes a vejam. Talvez algo como “elegante” possa fazer sentido para uma marca de vestuário, “caseiro” para uma marca de utensílios de cozinha ou mesmo “confiável” para uma marca de aparelhos eletrônicos. O estilo vai dar o tom do design.

Depois de ter decidido a personalidade do seu site, você pode tomar decisões-chave como o esquema de cores, escolha de layout e o estilo de fotografia que você vai usar.

3. Estabeleça uma hierarquia nas informações

Para ter um desempenho melhor logo na página inicial, divida o conteúdo em três blocos de maneira que o primeiro – o que o visitante vê assim que entra na loja virtual sem a necessidade de descer a barra de rolagem (scroll) – contenha as informações mais importantes.

Mostre o seu produto ou categoria principal, novidades da sua loja e ofertas imperdíveis sempre com o CTA que direcione para detalhes do produto ou diretamente para compra. Se a sua página for muito longa, fixe o menu superior, por exemplo, para que não desapareça enquanto o visitante desce pela página.

Lembre-se daqueles poucos segundos de atenção que o consumidor dá ao seu e-commerce. Se não for possível perceber rapidamente o que a sua loja tem a oferecer, seu site é abandonado instantaneamente.

4. Organize a categoria de produtos

As categorias são formas lógicas de organizar os produtos, permitindo que os visitantes localizem rapidamente os itens que desejam comprar. Quanto menos tempo o usuário levar para encontrar o que procura, melhor. Isso é possível quando os itens são separados de acordo com suas características por meio de filtros e descrições dos produtos.

Veja o exemplo abaixo da loja Pure Cycles, que possui uma subcategoria apenas de bolsas para bicicletas.

Outro ponto que merece atenção é a variedade de categorias criadas. O paradoxo da escolha explica que quanto maior a gama de opções oferecidas, menores são as chances de alguém chegar a uma decisão.

Com uma infinidade de categorias o consumidor acaba ficando perdido e indeciso, por isso, tenha foco na navegação em funil, crie alguns tipos específicos de produtos e, se necessário, crie subcategorias.

Oferecer produtos similares aos que o visitante procurou é outra estratégia eficaz, também conhecida como cross selling. Se você tem um e-commerce de calçados, por exemplo, e o cliente quer comprar um tênis, sua loja pode sugerir meias.

O objetivo é oferecer um artigo complementar ou relacionado às opções do consumidor, o que pode aumentar as chances de faturar mais em uma única venda.

 

5. Otimize o processo de compra

O design da etapa de pagamentos é um dos pontos mais críticos para a taxa de conversão do e-commerce. É importante seguir o princípio da simplicidade para facilitar o caminho e guiar o consumidor de modo que possa concluir a compra sem dificuldades.

Uma dica interessante é o uso do checkout transparente, um formato de sistema de pagamentos que simplifica todo o processo de compra e mantem o usuário no ambiente da loja sem a necessidade de sair para telas de banco ou outro serviço de pagamento.

Também é interessante um formato em que os dados do cliente e as opções de pagamento apareçam em uma única página para que fique claro que não haverão outras etapas, o que facilita a compra do consumidor

Por fim, exclua todos os elementos que possam causar distrações. Ao testar layouts de páginas de destino, o HubSpot descobriu que a remoção da barra de navegação pode resultar em um aumento significativo nas conversões.

Teste essa ideia: remova toda a navegação de categorias de produtos, barra de busca, entre outras distrações das suas páginas de checkout. Simplifique o design para que o cliente se concentre completamente no processo de compra.

6. Tenha um design responsivo

O crescente aumento de compras realizadas por dispositivos móveis tem exigido mudanças entre os vendedores online, que devem ter um olhar cada vez mais atento ao design responsivo do seu site.

Quando um site não é responsivo e o visitante acessa o conteúdo por meio de um dispositivo móvel, muitas vezes a página demora para carregar, as informações ficam distorcidas na tela e a leitura fica comprometida, ou seja, há grande chance do internauta sair do site por não conseguir visualizar os elementos de forma agradável. Para uma loja virtual isso causa ainda mais impacto, pois pode significar perda nas vendas.

Por mais que considere o design do seu e-commerce muito bom, é necessário sempre renovar e buscar melhores resultados. Experimente dar uma turbinada na sua loja virtual com essas dicas e não deixe de compartilhar suas experiencias nos comentários abaixo!

Este post foi retirado do site: https://www.mandae.com.br/

Imagem do perfil do programador
Thiago Martins
Empreendedor em Thiago Programador. Tem formação nas áreas de Computação, Análise e Desenvolvimento de Softwares e Programação POO PHP, além de certificação para desenvolvimento de aplicativos móveis.
Google +
Minha página no facebook: Facebook
Associado Amazon